Efetivo mobilizado pela PM para as eleições 2018 é o maior já utilizado em Alagoas

04/10/2018 ás 15:43:09

Visualizações: 115

Mais de 4.500 policiais militares começam a ser mobilizados, a partir deste sábado, para garantir a tranquilidade das eleições 2018, na capital e no interior do Estado. Além dos policiais, 200 bombeiros militares irão atuar na guarda das urnas da capital. Este é o maior contingente utilizado para uma eleição em Alagoas nos últimos anos.


As informações foram dadas pelo coordenador de Comunicação da Polícia Militar de Alagoas, tenente coronel Saraiva, em entrevista ao programa TC News, da TV Cidadã (canal 35.2), do Tribunal de Contas de Alagoas, na manhã da quarta-feira (3). A ideia, segundo ele, é ter pelo um oficial em cada cidade e uma dupla de militares em cada local de votação, além do efetivo local.
Do efetivo planejado para o esquema de segurança, 1.800 atuarão na capital e 2.711 nos demais municípios, segundo o tenente coronel Saraiva.

 

Em cidades com histórico de conflitos políticos, como Batalha, Major Izidoro, Craíbas e São Luís do Quitunde, haverá a presença, também de equipes do BOPE.
O deslocamento das tropas vai acontecer a partir das 7h da manhã de sábado, com destino aos 101 municípios do interior alagoano e bases da capital, e o retorno só acontece na segunda-feira após as eleições.


O esquema de segurança das eleições foi discutido com antecedência, em reunião ampla convocada pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador José Carlos Malta Marques, com representantes de todas as forças de segurança pública de Alagoas, e conta também com o Grupamento Aéreo da PM, Polícias Civil e Federal.

 


É PROIBIDO


Além de coibir procedimentos que possam ferir a democracia e prejudicar a livre manifestação do eleitor na hora de votar, as forças de segurança estão preparadas também para coibir atitudes que configurem abuso de poder econômico, como a compra de votos. Também estará proibida, no dia da eleição, fazer propaganda eleitoral, como a distribuição de materiais com pedido de voto.
O tenente coronel Saraiva lembrou, também, em sua entrevista, que a Lei Seca prevalece durante todo o dia, arte o encerramento da eleição. Nesse período, os bares e restaurantes estarão proibidos de comercializar bebida alcoólica e o consumo está proibido em ambiente público. Os flagrantes serão punidos com prisão do vendedor e do consumidor.

(Veja na íntegra a entrevista, acessando do link: https://www.youtube.com/watch?v=u7x3z7c20os&t=307s )



Mais Recentes

Ver mais