Presidente do TCE acompanha sabatina do procurador Rodrigo Siqueira na Assembleia Legislativa

Data publicação: 31/05/2017 14:00:17

Visualizações: 268

Representando o apoio e a solidariedade de todos os membros do Conselho do Tribunal de Contas de Alagoas, a presidente Rosa Albuquerque acompanhou de perto a sabatina do procurador de Contas Rodrigo Siqueira Cavalcante - indicado pelo governador Renan Filho para o cargo de conselheiro do TCE – ocorrida nesta terça-feira (30), na Assembleia Legislativa de Alagoas.

Ele foi sabatinado pelos deputados por mais três horas, e respondeu a todas as perguntas sobre Administração Pública, Direito, Economia e sobre a dinâmica de funcionamento dos tribunais de Contas.

A presidente participou da Mesa e ficou o tempo todo ao lado do sabatinado. “Acho que o dr. Rodrigo se saiu muito bem e demonstrou estar preparado para o cargo para o qual foi indicado e que, certamente assumirá no Conselho do Tribunal de Contas. Não tínhamos dúvidas quanto ao seu desempenho. Para nós será uma honra recebê-lo como conselheiro, pelo seu conhecimento, pela sua postura, e pelo fato histórico de, pela primeira vez, desde a Constituição de 88, termos entre os conselheiros do TCE, um representante do Ministério Público de Contas”, destacou a presidente.

Na próxima terça-feira, dia 06, as Comissões de Constituição, Justiça e Redação; e de Orçamento, Finanças, Planejamento e Economia se reunirão para apreciar o relatório, emitir parecer e submetê-lo ao Plenário.

No site do MPC, Rodrigo Siqueira Cavalcante disse estar satisfeito com a condução da sabatina pelo parlamento estadual. “A arguição pública foi tranquila e muito positiva, permitiu que os deputados conhecessem um pouco das minhas ideias e do meu currículo. Agora fico no aguardo quanto à votação do meu nome, se vai ser confirmado ou não pela Assembleia”, declarou.

Ele também destacou a importância de o Pleno do TCE ter um membro do MPC como conselheiro. “Do ponto de vista jurídico, vai complementar o modelo constitucional de 1988 e também trazer um pouco de miscigenação ao Tribunal”, frisou Rodrigo Siqueira.

Também no site do MPC, o procurador de Contas Pedro Barbosa Neto, que acompanhou a sabatina representando o procurador-geral da instituição, Ênio Pimenta, considerou o desempenho do sabatinado acima da média, mas salientou que é preciso aguardar a leitura do relatório e deliberação do Parlamento.


Galeria