Plano Estratégico da ATRICON é discutido no TCE-AL

Data publicação: 19/05/2017 14:53:21

Visualizações: 296

O Plano Estratégico da Associação dos Tribunais de Contas do Brasil – ATRICON,  para os próximos seis anos (2018-2023), foi apresentado ontem no Tribunal de Contas de Alagoas (TCE-AL), em reunião com a presença do vice-presidente da entidade, Valter Albano (conselheiro-presidente do TCE do Mato Grosso) e o conselheiro substituto Ronaldo Ribeiro, também do TCE-MT, com conselheiros, auditores, procuradores e diretores do Tribunal de Contas de Alagoas.

Os visitantes foram recebidos pela conselheira-presidente Rosa Albuquerque, que reiterou o apoio e o engajamento do TCE-AL às orientações e decisões da Atricon enquanto entidade representante da classe.

O objetivo do encontro foi apresentar e ampliar o alcance de resultados expressivos, tais como o Programa Qualidade e Agilidades dos Tcs, onde se incluem as Resoluções, Diretrizes e o Marco de Medição de Desempenho, além de grandes conquistas nas áreas legislativa e judicial, entre outras.

A programação da Atricon prevê a realização de reuniões presenciais na sede de cada Tribunal, de abril a agosto de 2017, de modo a alcançar efetivamente todos os conselheiros, conselheiros substitutos e procuradores de Contas do Brasil, assegurando ampla participação e legitimidade às edições dos Planos Estratégicos.

Nessas reuniões estão sendo avaliados os ambientes internos e externos afetos ao Sistema Tribunais de Contas, de modo a subsidiar a elaboração de um plano estratégico coerente com o atual contexto e que possibilite o real alcance da visão de futuro em médio e longo prazos.

Todo esse trabalho vem realizado pelo país, sob a coordenação do Conselheiro Valter Albano, 1º Vice-presidente da Atricon, que conduz comissão constituída de membros e técnicos de diversos Tribunais de Contas do Brasil..

Na reunião da Atricon desta quinta-feira (18), no plenário do Tribunal de Contas de Alagoas, foram abordados temas como  a composição dos TCs, o CNTC, a comunicação das boas práticas dos Tribunais de Contas, a cooperação com outros órgãos de Controle e a futura criação do Conselho de Gestão Fiscal, entre outros.


Galeria