Resolução nº 002/2006





















                                                            

 

                                              

                                               RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2006

 

                                                                                  Dispõe  sobre  a  regulamentação  das

                                                                                  Atividades da Ouvidoria do Tribunal                                                                               de Contas do Estado de Alagoas e                                                                                dá outras providências.

 

 

            O Presidente do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas, no uso de suas atribuições legais e constitucionais, e considerando o que dispõe o artigo 2º da Resolução nº 001/2006.

 

            RESOLVE:

 

            Art; 1º - A atividade de Ouvidoria, órgão integrante da Corregedoria, compreende o recebimento de reclamações, críticas, sugestões e informações sobre os atos emanados pelos agentes públicos que se encontram jurisdicionados ao Tribunal de Contas do Estado ou de serviços por ele prestados, a apuração de sua veracidade e as informações aos interessados;

 

            Art. 2º - São atribuições da Ouvidoria do Tribunal de Contas:

                        I – receber reclamações ou críticas a respeito dos serviços prestados pelo Tribunal, receber sugestões que visem em melhorar a função constitucional do Órgão de Contas Estadual;

                        II – receber informações importantes sobre atos administrativos e de gestão praticados por agentes e administradores de órgãos e entes públicos estaduais e municipais, bem como de quaisquer entidades instituídas e mantidas pelo Estado e pelos Municípios;

                        III – selecionar as informações e notícias citadas nos incisos anteriores, e proceder as devidas averiguações e demais providências;

                        IV – acompanhar os procedimentos de averiguação de que trata o inciso anterior, e encaminhar ao Conselheiro Relator para que o mesmo determine as medidas que julgar necessárias;

                        V – manter em pleno funcionamento os instrumentos e meios de comunicação destinados à receber as sugestões, notícias, reclamações e críticas, utilizando-se as vias telefônicas e postais, e correio eletrônico;

                        VI – dar ciência aos reclamantes ou interessados das providências que devam ser adotadas ou sugeridas pela Ouvidoria;

                        VII – promover através dos meios de comunicação a divulgação dos serviços e atividades correlatas à Ouvidoria;

                        VIII – acolher as denúncias, conforme os critérios estabelecidos na legislação em vigor;

                        IX – requisitar documentos e informações dos responsáveis pelos atos praticados, sobre os quais as notícias, críticas e reclamações recaiam, fixando prazo para o atendimento do solicitado;

                        X – informar a todos os Conselheiros acerca de suas atividades, elaborando bimestralmente relatórios;

                       

            Art. 3º - Esta Resolução Normativa entra em vigor na data de sua publicação.

 

 

            Sala das Sessões do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas, em Maceió, 14 de fevereiro de 2006.

 

 

 

                        Conselheiro ISNALDO BULHÕES BARROS – Vice-Presidente, no                                                                       

                                                                                                 exercício da Presidência

 

 

 

                        Conselheiro OTÁVIO LESSA DE G. SANTOS - Relator

 

 

 

 

 

 

Presentes:

 

 

 

 

Conselheiro JOSÉ ALFREDO DE MENDONÇA

 

 

 

Conselheiro LUIZ EUSTÁQUIO TOLEDO

 

 

 

Conselheiro ROBERTO VILLAR TORRES

 

                                                                                                                                   

 

 

           

                                                                                               Publicada DOE 22.03.2006.